Resumindo:

CV Lattes: http://lattes.cnpq.br/1275601183702553

Professor Assistente A no Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias (CECULT), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).
Guilherme Soares, também conhecido por Glerm Soares, é artista da eletrônica e computação, desenhista sonoro e programador-pesquisador.

Desenvolve trabalho de pesquisa e experimentação conceitual de arte e tecnologia (computação e eletrônica) desde 2003 com o coletivo Orquestra Organismo, e também de forma independente. Pesquisa e documenta construção de instrumentos, circuitos e controladores para performances artísticas, sendo estes produzidos com técnicas artesanais de software e hardware livres.

Cecult/UFRB - Santo Amaro BA


Desde 2017 coordena o projeto de extensão Lab0gam ( Laboratório de Gambiologia e Código Aberto) no CECULT-UFRB, com atividades práticas para o uso aplicado desoftwares e hardwares livres aplicados em processos artisticos e estudos para construção de instrumentos musicais digitais.

L.E.C - Labortório de Experimentos Computacionais - CECULT/UFRB

Participação no festival Dystopie

Glerm Soares – Dystopie Festival

Participação no CMC Festival 2018

Festival Esme - Esmeril 2019

Em 2017 trabalhou nos testes, documentação e na equipe de oficinas do projeto de software livre para performances audiovisuais ArrastVJ e utilizou o software em pesquisas e performances com novas linguagens derivadas do experimento.


Desenvolveu tutoriais de arte e tecnologia na web no Artesanato de Volts desde 2005 e hoje atualiza este conteudo no projeto de extensao Lab0gam. Disponibiliza toda sua produção de código na rede social Github e experimentos sonoros derivados .

Ministra oficinas com estes conteúdos.

Entre 2013 e 2015 cursou o Mestrado em Artes, Cultura e Linguagens da UFJF, defendendo projeto de dissertação na área de Computação Musical com o título: Luteria Composicional de Algoritmos Pós-Tonais.

Repositório Institucional - UFJF: Luteria composicional de algoritmos pós-tonais
Dissertação de Mestrado: Luteria composicional de algoritmos pós-tonais


Em 2013 foi contemplado com o projeto Interações Estéticas - Residências Artísticas em Ponto de Cultura - pela Funarte com o projeto Cinepedala. Realizou as residências do projeto junto ao pontão de Cultura da Escola de Comunicação da UFRJ (ECO), em intercâmbio com o laboratório Jardins de Volts.

Em 2011 organizou com sua parceira Lucida Sans as Oficinas de Computação Poética no Laboratório Jardins de Volts - um hacklab dentro da Bicicletaria Cultural no centro de Curitiba fomentado pelo prêmio Esporos de Cultura Digital (MinC, 2010) – que funcionou até junho de 2013.

Conduziu também na ECO-UFRJ entre 2013 e 2014 o laboratório de luthieria digital Toscolab, durante residência artística do Prêmio de Interações Estéticas em Pontos de Cultura da Funarte.

Entre 2005 e 2009, atuou em cinco edições do evento ciberativista Submidialogia (em Campinas - SP, Recife - PE, Lençóis - BA, Arraial d'Ajuda - BA e Ilha dos Valadares - PR) no fomento de palestras, experimentações eletrônicas, discussões, performances para discussão de novas práticas e resistências em novas mídias.Com o coletivo Orquestra Organismo, organizou durante esse período em Curitiba labs imersivos e happenings onde a produção colaborativa com softwares livres foi catalisadora central. EmbapLab (2005), Desafiatlux (2005), ConSerto (2007), Interfaces (2008-2009).

Trabalhou entre 2005 e 2007 participou da equipe implementação de estúdios multimídia com software livre nos Pontos de Cultura e do laboratório Geada de experimentação (projeto Cultura Digital do Minc/PNUD).



Participou como performer, oficineiro e agitador cultural em diversos eventos de arte, música, performance e tecnologias livres: Hangar e Universidade de Extemadura (Barcelona, 2007), Lamime (São Paulo, 2007), Piksel (Bergen - Noruega, 2009), Ahackititude (Milão, 2009), PDCon (São Paulo, 2009), LIBRES (Recife, 2009), RedeLabs (São Paulo - 2010), CicloHack (São Paulo, 2011), nuvem.tk (Visconde de Mauá – RJ, 2011-2013), Arte.Mov (Curitiba, 2012), ISCL e C.TLCA (Salvador, 2009 e 2014), A Justa Razão Aqui Delira (Curitiba, 2005/2015), Malditos Somos Nós tentando ser Nós mesmos (Curitiba, 2001), entre outros.

Artesanato de Volts - Música Algorítmica - Código Aberto - Software Livre - Hardware Livre


Behind the scenes

Ghost is made by an independent non-profit organisation called the Ghost Foundation. We are 100% self funded by revenue from our Ghost(Pro) service, and every penny we make is re-invested into funding further development of free, open source technology for modern publishing.

The version of Ghost you are looking at right now would not have been made possible without generous contributions from the open source community.

Next up, the editor

The main thing you'll want to read about next is probably: the Ghost editor. This is where the good stuff happens.

By the way, once you're done reading, you can simply delete the default Ghost user from your team to remove all of these introductory posts!